Uroproct

(12)3883-8218 / (12)3883-1525

PÓLIPOS INTESTINAIS – Saiba o que são e como tratar os pólipos intestinais.


PÓLIPOS INTESTINAIS

O que são pólipos intestinais ?
Os pólipos intestinais são muito comuns e ocorrem em cerca de 15 a 20% da população. São resultado do crescimento anormal das células da mucosa do intestino grosso, podendo variar quanto a forma e tamanho, quase sempre se assemelham a verrugas. Em sua fase inicial os pólipos são benignos, porém, quando não retirados podem evoluir para a forma maligna. A remoção dos pólipos intestinais é de extrema importância na prevenção do câncer de intestino.
Como surgem os pólipos ?
Os pólipos são resultado do crescimento anormal e desorganizado das células da mucosa intestinal. Estas transformações surgem ao longo da vida e são mais comuns a partir dos 50 anos. O risco aumenta se o paciente tiver histórico familiar de câncer de intestino.
Quais são os sintomas ?
Os pólipos não costumam causar nenhum sintoma porém, quando presentes, o paciente pode apresentar sangramento nas fezes, alterações nos hábitos intestinais, saída de muco nas fezes e em casos raros dores abdominais. Por se tratar de uma doença na maioria dos casos assintomática, exames como a colonoscopia são importantes na prevenção do câncer de intestino.
Como é feito o diagnostico ?
O exame mais completo, seguro e efetivo no diagnóstico dos pólipos intestinais é a colonoscopia, por permitir uma avaliação completa e minuciosa de toda a extensão do intestino grosso.
Qual o tratamento ?
O tratamento consiste na remoção total de todos os pólipos encontrados durante o exame de colonoscopia (polipectomia), com a utilização de instrumentos especiais. Em seguida os pólipos removidos deverão ser encaminhados para laboratório e submetidos a exame histopatológico.Dependendo da quantidade de pólipos, tamanho e localização, em casos especiais esta remoção só poderá ser realizada em ambiente hospitalar.
Prognóstico
Uma vez removidos os pólipos não costumam reaparecer, porém, o paciente pode desenvolver novos pólipos em outras regiões do intestino. Portanto, paciente com histórico de pólipos devem realizar os exames de colonoscopia periodicamente, preferencialmente uma vez ao ano. Vale lembrar que nos casos de paciente com histórico familiar de câncer de intestino, o risco torna-se muito elevado, podendo exigir que o paciente tenha um intervalo menor entre uma colonoscopia e outra.
EM CASO DE DUVIDAS PROCURE UM COLOPROCTOLOGISTA

Dr. Karina Helena Schimdt Rossi – Médica Coloproctologista e Cirurgiã Geral – Membro da Sociedade Brasileira de Coloproctologia e Cirurgia Geral.

2015 - © Uroproct - Todos os direitos reservados

Felipe Germano | Comunicação e Web